Estudo clínico e radiográfico do nível da crista óssea alveolar em pacientes

Gabriela A. da Cruz, Luiz C. de Moraes, Mari Eli L. de Moraes, Julio C. de M. Castilho

Abstract


Neste estudo foram avaliadas a influência do consumo de cigarro e da idade na distância da crista óssea alveolar
de pacientes fumantes, ex-fumantes e não fumantes, utilizando radiografias periapicais da região de pré-molares
superiores e inferiores. Sessenta pacientes adultos, de ambos os sexos, com idade de 25 a cinqüenta anos foram
divididos em três grupos com: vinte fumantes, vinte ex-fumantes e vinte não fumantes. Foram considerados a
quantidade de cigarro diária, o tempo de consumo e a idade dos pacientes. Os parâmetros clínicos analisados
foram: o índice de placa (IPI) índice gengival (IG), profundidade de sondagem (PS), nível da margem gengival
(NMG) e nível clínico de inserção (NCI). As radiografias intrabucais foram realizadas pela técnica periapical
utilizando-se o filme Insight e posicionadores tipo Hanshin. As radiografias foram digitalizadas e mensuradas a
partir do software Image Tool. O nível da crista óssea alveolar foi obtido em milímetros. Os dados obtidos
mostraram que a maioria dos pacientes apresentou escore 0 para IPI e IG, NMG e para PS e NCI 2mm. Porém
houve maior aumento da distância da COA-JCE para fumantes, quando comparados com ex-fumantes para o
tempo de exposição ao cigarro e para idade quando comparados com ex-fumantes e não fumantes. Sugerindo que
a perda óssea nos fumantes independe da presença de doença periodontal.



DOI: https://doi.org/10.14295/bds.2003.v6i4.566