Influência das técnicas de inserção de resina composta condensável sobre a infiltração marginal

Rosana C. Casanova, Cristine M. Amaral, Giselle M. Marchi, Luiz A. F. Pimenta, José F. Costa

Abstract


O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência da técnica de inserção da resina composta condensável sobre a microinfiltração marginal. Foram preparadas 120 cavidades classe II em dentes bovinos, com margem gengival em dentina/cemento, que foram divididas em quatro grupos: G1 - inserção única; G2 - inserção em incrementos horizontais; G3 - inserção em incrementos oblíquos; G4 - inserção mista em incrementos vestíbulo-linguais. Todas as cavidades foram restauradas utilizando o sistema adesivo Prime & Bond 2.1 (Dentsply) e a resina composta Surefil (Dentsply). Os dentes foram submetidos à termociclagem (5 +/- 2 ∞C e 55 +/- 2 ∞C, durante 1000 ciclos) e, em seguida, imersos em solução aquosa de azul de metileno a 2% pH 7, por 4 horas. A avaliação da microinfiltração marginal foi realizada por dois examinadores, segundo o critério de escores de 0 a 4. As médias de microinfiltração para cada grupo foram: G1 = 3,0; G2 = 3,3; G3 = 2,6; G4 = 3,3; e o teste Kruskal-Wallis demonstrou não haver diferença estatisticamente significante na microinfiltração entre as diferentes técnicas ao nível de significância de 5%. Nenhuma das técnicas de inserção foi capaz de eliminar a microinfiltração e não diferiram entre si.



DOI: https://doi.org/10.14295/bds.2002.v5i3.230