Efeito dos métodos de polimerização sobre o deslocamento dental em prótese

Noéli Boscato, Saide S. Domitti, Simonides Consani

Abstract


Os autores avaliaram o efeito dos métodos de polimerização sobre a movimentação dental linear em prótese total
superior. Vinte conjuntos modelo-base de prova de cera com dentes artificiais foram separados aleatoriamente
em dois grupos de dez elementos, recebendo os seguintes tratamentos experimentais: Grupo 1- Inclusão em
muflas metálicas com muralha de gesso-pedra e polimerização convencional em água. Grupo 2- Inclusão em
muflas de fibra de vidro com muralha de gesso pedra e polimerização com energia de microondas. As distâncias
entre os dentes I-I, PM-PM, M-M, ID-MD e IE-ME foram mensuradas antes e depois da polimerização da base
e os dados obtidos submetidos a ANOVA e ao teste de Tukey em nível de 5% de significância. Não houve
diferença estatística significativa nas distâncias lineares transversais e ântero-posteriores entre os dentes.



DOI: https://doi.org/10.14295/bds.2003.v6i4.565