Avaliação da capacidade de impermeabilização do cianoacrilato e do adesivo dentinário autocondicionante em canais obturados e preparados para retentor intra-radicular

Marcia M. Menezes, Osvaldo D. Andreatta Filho, Luiz F. Soares, Marcia C. Valera, Maria A. M. de Araujo

Abstract


O objetivo deste trabalho foi avaliar a microinfiltração em canais obturados e preparados para retentor intra-radicular após impermeabilização com cianoacrilato ou adesivo dentinário. Utilizaram-se 36 dentes unirradiculados humanos com um único canal que tiveram a coroa seccionada padronizando as raízes em 16mm. Após o preparo biomecânico e para retentor intra-radicular, os canais foram obturados com cimento Sealapex e as obturações cortadas com instrumento aquecido deixando-se um remanescente de 5mm. Os grupos foram divididos de acordo com o material utilizado para impermeabilização das paredes do canal e do remanescente da obturação: G1: etil-cianoacrilato (Super Bonder); G2: adesivo dentinário auto-condicionante One-Up Bond F e G3: sem impermeabilização (controle). As raízes foram incubadas em saliva artificial por 14 dias e após, imersas em solução de rhodamina 2%. Para os dados de infiltração em direção apical utilizou-se a análise estatística ANOVA e Teste de Tukey, e em direção ao cemento os dados foram submetidos ao teste estatístico Kruskall-Wallis e Dunn (p<0,05). Os resultados revelaram que, em direção ao cemento, o G1 mostrou valores menores de infiltração em relação aos G2 e G3 (p=0,0001) e, em direção apical, os G1 e G2 foram equivalentes e o G3 mostrou valores maiores de infiltração estatisticamente significante (p=0,0001). Concluiu se que a impermeabilização de canais radiculares preparados para retentor intra-radicular pode ser realizada com cianoacrilato ou adesivo dentinário sendo o cianoacrilato mais eficaz pois impede também a infiltração em direção ao cemento radicular.



DOI: https://doi.org/10.14295/bds.2002.v5i3.222